13 de ago de 2010

A profecia de Daniel

Cerca de 536 – 530 a.C.

O livro relata eventos a partir da primeira invasão de Jerusalém por Nabucodonosor (605 a.C.) até o terceiro ano de Ciro (536 a.C.). O contexto histórico do livro está vinculado a Babilônia, durante o cativeiro babilônico de Judá de setenta anos de duração profetizado por Jeremias (Jr 25). O conteúdo de Daniel é uma associação de autobiografia, história e profecia. Sua forma literária é apocalíptica.

Esta revelação de Daniel 11 é longa e ainda a vivemos. Dividiremos em duas partes: a parte I, aquela que já se cumpriu e, a parte II, a que ainda irá se cumprir. A parte I termina no verso 35. Vamos a ela então.

Daniel 11:1-35
Parte I

Vs.2 – A profecia começa com uma verdade que descreve em linhas gerais os eventos conducentes à ascensão de Antíoco Epifânio, o governante grego que profanou o templo (VV. 2-35). A Pérsia teria mais três reis: Cambises (530 – 522 a.C.), Gaumata (522 a.C.) e Dario I (522 – 486 a.C.). A seguir, um quarto rei, Xerxes (486 – 465 a.C.), o qual lutaria contra a Grécia. Com a menção da Grécia (o reino seguinte) nada mais é dito da Pérsia, embora esta tenha continuado como potência mundial por mais algum tempo. Xerxes é o mesmo que Assuero.

Vs.3,4 – O rei poderoso que se levantaria era Alexandre Magno (336 – 323 a.C.), que morreu no auge do poder. Seu reino, ao invés de passar aos seus herdeiros, foi dividido entre os seus quatro principais generais (v. 4; ver 7:3).

Vs.5 – Este primeiro rei do sul é Ptolomeu I, Sóter, do Egito (323 – 285 a.C.). O “príncipe” (ou chefe militar) aqui mencionado é Seleuco I, Nicátor (311 – 280 a.C.).

Vs.6 – Depois de vários anos, Berenice, filha de Ptolomeu II, o Filadelfo, do Egito, (285 – 246 a.C.), casou-se com Antíoco II, o Teos (261 – 246 a.C.), o rei do norte que se divorciou de Laodicéia para casar-se com Berenice. Em 246 a.C., Ptolomeu II morreu; logo a seguir Laodicéia assassinou Berenice, Antíoco e o filho deles.

Vs.7 – O “renovo” é o irmão de Berenice, Ptolomeu III, Evérgetes do Egito (246 – 221 a.C.). Ele derrotou o rei do norte, Seleuco II (246 – 226 a.C.). Ptolomeu III entrou na “fortaleza” (provavelmente Antioquia da Síria) e leva para o Egito tanto as imagens sírias como as egípcias que o rei persa, Cambises, tomara quando conquistou o Egito em 525 a.C.. Ptolomeu III voltou ao Egito com muitos despojos, mas absteve-se de efetuar novos ataques contra Seleuco.

Vs. 10 – Os dois filhos de Seleuco II foram Seluco III, Cerauno (226 – 223 a.C.) e Antíoco III o Grande (223 – 187 a.C.). Antíoco III foi derrotado pelo Ptolomeu IV, Filopátor (221 – 203 a.C.), com a perda de quase 10.000 soldados sírios perto da fortaleza de Ráfia, no sul da Palestina.

Vs.16 – Antíoco IIIatacou o Egito em 200 a.C., mas foi subjugado pelo rei do sul, Ptolomeu V, Epifânio (203 – 181 a.C.); Antíoco, a seguir, então reuniu forças e conquistou “a cidade forte” (v.15, a cidade bem fortificada de Sidom). Em 197 a.C., Antíoco já tinha subjugado a “terra gloriosa”, a Palestina.

Vs.19 – Anos depois, Antíoco III fez um tratado de paz com o Egito (194 a.C.) e deu sua filha Cleópatra I em casamento a Ptolomeu V. A seguir, Antíoco III avançou para o norte, mas foi derrotado em Magnésia, na Ásia Menor, em 190 a.C.. Posteriormente (187 a.C.) procurou saquear um templo pagão na província de Elimais, e morreu na tentativa.

Vs.20 – O assassinato de Seleuco IV, Filopátor (187 – 175 a.C.), foi tramado pelo seu ministro de finanças, Heliodoro.

Vs.21 – Aqui se relata os fatos ao surgimento do “homem vil”, Antíoco IV, Epifânio (175 – 164 a.C.), irmã de Seleuco IV. Usurpou o trono que por direito pertencia a Demétrio, o jovem filho de Seleuco IV. Antíoco (a “ponta mui pequena” de 8:9-14,23-25) levou a efeito várias campanhas contra o Egito. Assassinou o “príncipe do concerto” (uma profecia sobre o assassinato do sumo sacerdote Onias, em 170 a.C., v. 22). Seus tratados com outras nações eram eivados de intrigas e mentiras. Apoiou Ptolomeu Filométor contra Ptolomeu Evérgetes por motivos egoístas. Atacava de improviso cidades ricas em tempo de paz (vs. 24). Seus ataques contra o Egito foram bem-sucedidos porque os que deveriam ajudar o Egito não o fizeram, e Antíoco regressou à Síria com grandes riquezas (v. 25-28).

Vs.28 – Antíoco nutria um grande ódio dos judeus e da santa lei de Deus. Estava convicto de que a língua e a cultura grega eram superiores a qualquer outra língua e cultura, e também odiava os judeus porque a religião deles era exclusivista. Cerca de 168 a.C. invadiu o Egito outra vez, mas os “navios de Quitim” (v. 30 – Chipre) comandados pelo cônsul romano Laenas derrotaram-no, e ele retirou-se para o seu país. Ele então, procurou vingar-se da sua frustração, opondo-se aos judeus, embora alguns destes o apoiassem. Esses judeus apóstatas convidaram Antíoco a introduzir entre eles a cultura e a religião gregas (v. 30). Antíoco marchou contra Jerusalém, sacrificou um porco no altar do templo, proibiu os sacrifícios diários requeridos pela lei de Deus, e colocou no lugar santo uma imagem do deus grego Zeus. Esse altar a Zeus é a “abominação desoladora” do v. 31, que prefigura outra abominação que, segundo Jesus profetizou, ocorrerá nos últimos dias da presente era.

Vs.32 – Certos judeus apostataram e apoiaram Antíoco, mas Deus sempre teve um remanescente fiel entre os judeus nos tempos do AT. Agora, Deus também tinha um remanescente que permaneceria leal a Ele. Antíoco continuou a perseguir os judeus fiéis, que sob a liderança de Judas Macabeu, da família sacerdotal hasmoneana, opuseram forte resistência mediante uma luta armada, tipo guerrilha, que desgastou Antíoco e o obrigou a abandonar a peleja. Então, os sacerdotes purificaram o templo e acenderam novamente suas lâmpadas, evento este que os judeus ainda hoje comemoram como a Festa da Hanukkah.

Parte II

Vs.35 – A partir de agora os versos seguintes não se enquadram na história que conhecemos. A menção do “tempo do fim” indica que esta parte da profecia tem a ver com um futuro distante, a saber, fim dos tempos, e com o personagem a quem Antíoco tipifica: o anticristo (ver 7:8; 9:27).

Se olharmos para o contexto histórico de Israel numa visão lógica, esta parte da profecia começou a se cumprir em 1948 com a criação do Estado de Israel. Entre tantos acontecimentos marcantes, o que devemos aguardar é a reconstrução do templo em Jerusalém que a meu ver, será o “pendão” (Isaías 11:12) que reunirá o povo de Deus a sua terra natal. Creio que será um período de prosperidade para Israel como mostrado em Isaías 35. Mas serão tempos difíceis.

"Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, o qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus." (2 Tessalonicenses 2:3-4)

Fonte: Bíblia de Estudo Pentecostal - 1995 por LIFE PUBLISHERS


Postar um comentário

Notícias gospel, evangélicas, cristãs, atualizadas.

RSS atualizado do Gospel +. Powered by Notícias Gospel

Pesquise na Bíblia

Bíblia Online

Pesquise na Bíblia

Pesquise nas Escrituras
[ Ex.: graça | Ex.: Gn 1:1-10 ]

Veja Todas as Fotos

O site “BibleMap.org” é o primeiro a localizar todos os capítulos da Bíblia geograficamente.

O site “BibleMap.org” é o primeiro a localizar todos os capítulos da Bíblia geograficamente.
Basta digitar o capítulo desejado e, através de um aplicativo do Google Maps, ele identificará a exata localização em que se passou a história, além de disponibilizar o capítulo em inglês.
A página foi desenvolvida por funcionários do “HeLives.com”, um site religioso. Segundo a descrição do “BibleMap”, “[...]a motivação para criar o site foi simples: criar um atlas gratuito da Bíblia com o Google Maps. Nós esperamos que a página seja uma benção para você e o ajude a deixar o livro da Bíblia mais vivo em sua vida”.

POSTAGEM RECENTES

Marcadores

Ebd (98) Escola Bíblica Dominical (71) Subísidio (69) Esboços da EBD (53) ética (37) Comportamento (30) Notas - Biblia de Estudo Pentecostal (27) Biblía (22) Hipócrita (22) Igreja (21) Pastor (20) Heresias (19) Reflexão (19) Dominical (18) HOMOFOBIA (18) Estudo Biblico (17) Liderança Cristã (17) Maturidade Cristã (17) Novo Comentario Biblico (17) Pr. Ramos (17) Crítica (15) Escola (15) Evangelizar (15) Liçoes Biblicas (15) Obediência (14) .Atualidade (13) Biblia Sagrada (13) homossexualismo (13) Curiosidade (12) Politica (12) .Você sabia? (11) Sexualidade (11) Cristã (10) LEITURA BÍBLICA DIÁRIA (10) Tozer (10) e-sword (10) lider (10) AD Ipojuca (9) AD Porto (9) Difamação (9) Missionário (9) disciplina (9) Doutrina (8) E-Book's (8) Encorajamento (8) Fim do Mundo (8) Injúria (8) Missões (8) Noticias (8) SINAIS DA VOLTA (8) baixe grátis (8) namorado; casamento (8) AD Recife (7) Calúnia (7) DOWNLOADS. (7) Evangélicos (7) (7) Novela (7) Pentecostal (7) Perseguição (7) Páscoa (7) .Fanatismo (6) Aborto (6) Downloads (6) Evangelho (6) Fariseus (6) Genesis (6) Polêmicas (6) Sinais da vinda de Cristo (6) Ídolo (6) Adoração Pr. Ramos (5) Ailton José Alves (5) Batismo (5) Fornicação (5) Harpa Cristã (5) Jesus (5) José Amaro da Silva (5) Lição 07: Os Falsos Profetas (5) Pr. Severino Ramos "Trajetória" (5) Santa Ceia (5) .Apologia Bíblica (4) .Questões (des)complicadas (4) Bíblia para celular (4) Escatologia (4) GÊNESIS (4) Joel Frans Adolf Carlson (4) Pedofilia (4) Pr. Ailton José Alves (4) Religião (4) Videos (4) ANTICRISTO (3) Ano Novo (3) BEP (3) Circulo de Oração (3) DANIEL BERG (3) David (3) Depressão (3) Divórcio (3) Espanhol (3) Eventos da Igreja (3) Familia (3) Islamismo (3) Musica (3) Natal (3) Pornografia (3) Porto de Galinhas (3) Ramos "Trajetória" (3) Salmos (3) TERCEIRA IDADE (3) inais da volta de Cristo (3) pecado (3) Índias (3) .Etimologia Bíblica (2) 25 Dezembro (2) Aniversário Círculo de Oração (2) Apostolo (2) Assembléias (2) BID (2) Brasil (2) Bíblia Audío (2) C. H. Spurgeon (2) CIENTISTAS (2) Caos (2) Casais (2) Congresso (2) Corinto (2) DEFICIÊNCIA VISUAL (2) Dicionario Grego (2) Ditadura (2) Entrevista (2) Final de Ano (2) GUNNAR VINGREN (2) Gay (2) Grego (2) Humor (2) Ilúmina (2) José Leoncio da Silva (2) Mercenário (2) Multiléxico con las Definiciones de Strong (2) Mães (2) Oração (2) Profeta (2) Radio Boas Novas (2) Sofrimento (2) SÍMBOLOS RELIGIOSOS (2) Terremotos (2) eb (2) 666 (1) 7 de Setembro (1) AD Pernambuco; 32 Anos (1) Alcorão; (1) Alianças (1) Amigo (1) Andressa (1) Arca (1) Belo Horizonte (1) Besta (1) BibleMap.org (1) Billy Granham (1) Bonde (1) Brazil (1) Bíblia (1) Bíblia Glow (1) Bíblias Eletrônicas (1) C. S. Lewis (1) CGADB (1) Catalán (1) Centenario AD (1) Cinha (1) Ciêntista (1) Cura do câncer (1) Céu (1) Círculo (1) Deficientes (1) Desastres Naturais (1) Direitos Humanos (1) Dívidas (1) Eclesiastes (1) Eleição (1) Empréstimos (1) Enciclopedia Universal Ilustrada Europeo-Americana (1) Enconto (1) Envelhecimento (1) Espírito Santo (1) Exodo (1) FAES (1) FUNCAÇÃO (1) Fofoca (1) Fogo estranho (1) Geografia (1) Gilberto Dimenstein (1) Globo (1) Goiânia (1) Gorroma (1) Government (1) Guru (1) HEBRAICO (1) Internacional (1) Ipojuca (1) Jornal Hoje (1) Jubileu (1) Lepra (Hanseníase) Ciência (1) Liberdade (1) Lingua (1) Lição (1) Lleituta Bíblica Diária (1) Manaus (1) Maomé (1) Marco Zero (1) Marina Silva (1) Marta Suplicy (1) Meditação Mp3 (1) Mulçulmanas (1) Nada (1) Nóe (1) Operating Systems (1) PL - 122 (1) PL-122 (1) PORTUGUÊS (1) PRONOMES (1) Passaportes (1) Pastor Francisco Eurico (1) Paulo (1) Pobreza (1) Porcelana (1) Portas Abertas (1) Porto Alegre (1) Pouição Sonora (1) Preconceito (1) Priscilla (1) Proati (1) Programação (1) Projeto nº 4.720/03 (1) Que Evangelho é este? (1) RBC (1) Record (1) Respostas (1) SBT (1) SJCG (1) Semana Nacional (1) Seminario (1) Sodoma (1) South America (1) States (1) São Paulo (1) Tabernáculo (1) Tabua de Maré (1) Taulogia (1) Teologia (1) Turismo (1) Veja (1) b (1) drivers (1) drivers de placas-mãe e outros (1) e (1) escandalo (1) noiva (1) p (1) su (1) v (1)

Daily Blessing - Bendición Diaria

Liberdade de Expressão

É importante esclarecer que este BLOG, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se: “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença" (inciso IX). Além disso, cabe salientar que a proteção legal de nosso trabalho também se constata na análise mais acurada do inciso VI, do mesmo artigo em comento, quando sentencia que "é inviolável a liberdade de consciência e de crença". Tendo sido explicitada, faz-se necessário, ainda, esclarecer que as menções, aferições, ou até mesmo as aparentes críticas que, porventura, se façam a respeito de doutrinas das mais diversas crenças, situam-se e estão adstritas tão somente ao campo da "argumentação", ou seja, são abordagens que se limitam puramente às questões teológicas e doutrinárias. Assim sendo, não há que se falar em difamação, crime contra a honra de quem quer que seja, ressaltando-se, inclusive, que tais discussões não estão voltadas para a pessoa, mas para idéias e doutrina

Seleção de Músicas Evangélicas - Espanhol

Links Importantes para Estudantes da Bíblia

Minha lista de blogs

Links Sugeridos

Links Sugeridos: